• Barros e Oliveira

INSS dá início ao projeto-piloto de prova de vida digital


 Por Fernanda de Andrade Pereira | A partir do dia 20 de agosto, 300 mil beneficiários do INSS participarão de um projeto-piloto de prova de vida digital por biometria facial pelo aplicativo do MEU INSS. O INSS, em parceria com a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia e a Dataprev, inicia o projeto-piloto em função da pandemia do coronavírus e usará a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral.

 Os primeiros contatos com os segurados começam a ser realizados ainda este mês de agosto pelo INSS por meio de mensagens enviadas por SMS (número 280-41), Central 135 e e-mail. Estes segurados, em sua maioria, já deveriam ter realizado o procedimento da prova de vida presencial nas agências bancárias, que está suspenso desde março em razão da pandemia.

 Portanto, os segurados precisam ficar atentos e realizar o procedimento se forem contatados pelo INSS.

Lembrando que o INSS não pedirá informações bancárias, senhas, número de cartão, etc. Cuidado com os golpes! O INSS, como remetente, enviará o SMS como o nº. 280-41. Qualquer mensagem sobre prova de vida que não tenha esse número deve ser desconsiderada! Caso o segurado tenha alguma dúvida, deverá ligar para o INSS através do nº. 135.

 A prova de vida digital será feita por reconhecimento facial com o uso da câmera do celular do segurado (smartphone), por meio do aplicativo do Meu INSS (https://meu.inss.gov.br) e do aplicativo do Governo Digital (https://www.gov.br/pt-br/apps/meu-gov.br) que vai reconhecer e validar a prova de vida do segurado cujo o CPF foi informado no INSS.

Com o uso do aplicativo do Governo Digital (Meu gov.br) o segurado enviará uma foto e será feito o reconhecimento facial por meio de prova de vivacidade - o cidadão é orientado pelo aplicativo Meu gov.br a centralizar o rosto, virar o rosto para a direita, fechar os olhos, sorrir, virar novamente o rosto e fazer a captura da biometria através de foto – e, prova de identidade - caso a biometria do cidadão a ser validada seja do TSE, será necessário informar o número do título de eleitor e, caso a biometria seja do Denatran, será necessária a Data de Emissão da Carteira de Habilitação.

 É importante ressaltar que o segurado que participar do projeto-piloto e realizar a prova de vida por biometria facial terá o procedimento efetivado. Sendo assim, o segurado não precisará se deslocar até uma agência bancária para realizar a prova de vida.

Vale lembrar que a prova de vida é obrigatória para os segurados do INSS que recebem seu benefício por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético e é feita anualmente.

 Como se trata de um projeto-piloto, o ícone para a prova de vida digital estará disponível no aplicativo do Meu INSS apenas para os segurados selecionados.

Caso o segurado não tenha acesso à internet e smartphone, a prova de vida seguirá sendo realizada nas agências bancárias.



 

Rua Sete de Setembro 88, Gr. 511 - Centro - Rio de Janeiro CEP 20050-002 Tel.(21) 2507-2169 contato@barroseoliveira.com.br © 2013 Barros & Oliveira Advogados Associados. Todos os direitos reservados​​​​​​​